A luta mobilizada pelo Sindilimpe junto aos trabalhadores da limpeza pública começou dia 19 de abril e teve seu desfecho na manhã desta segunda-feira (12). Em ato solene realizado no pátio da empresa Localix, em Vila Velha, 25 trabalhadores (as) receberam a primeira dose da Astrazeneca, marcando o início da vacinação da categoria, enquanto grupo prioritário. A partir de agora, profissionais de todo o estado que aguardavam ser contemplados por critérios de idade ou comorbidade na etapa de vacinação, já podem receber o imunizante por realizar um serviço essencial.

“Presenciamos hoje o resultado de uma luta que se inicia lá nos ofícios enviados ao Governo do Estado, somados à união dos trabalhadores no dia 19 de abril e às três vezes que estivemos na secretaria estadual de Saúde solicitando prioridade na vacinação. Agradeço a toda minha equipe, aos nossos apoiadores e aos trabalhadores da limpeza urbana. O que vimos hoje não deixa espaço para duvidar que sem a luta coletiva não avançamos”, declarou, em entrevista, a presidenta do Sindilimpe, Evani Reis.

Presentes no ato estavam o governador Renato Casagrande; a vice-governadora Jaqueline Moraes; o prefeito de Vila Velha Arnaldinho Borgo; o secretário estadual de Saúde Nésio Fernandes; o secretário de Serviços Urbanos Anadelso Pereira e a secretária de Saúde de Vila Velha Cátia Lisboa, além de vereadores da Câmara de Vila Velha e lideranças comunitárias.

A previsão é que, só no município de Vila Velha, 464 trabalhadores da limpeza urbana devem ser vacinados no decorrer da semana, além da imunização dos mais de 100 profissionais de poda e jardinagem.

Diretoria garante vacinação

Durante o ato simbólico, além de trabalhadores que atuam nas bases, quatro dirigentes do Sindilimpe também foram imunizados, todos membros sãs categorias contempladas no plano estadual de vacinação. A secretária de Sindicalização e auxiliar de serviços gerais, Ednéa Santos; os suplentes da executiva e coletores Julimar da Cruz e Vitor Bruno da Silva; e o diretor de Políticas para a Juventude e também coletor Sérgio Laurentino, representaram o sindicato.

O primeiro trabalhador vacinado foi o gari Alex Farias, que compartilhou a importância da vacinação para ele e seus colegas de trabalho: “Estamos na linha de frente, por isso é muito importante sermos vacinados. Agora também vou poder chegar em casa e abraçar meu filho e esposa mais tranquilo”, celebrou.

A presidenta Evani Reis também não conteve o sentimento de alívio e satisfação e reconheceu o sentimento de garantir a imunização de toda a categoria: “Agora a vacina está garantida para todas e todos profissionais de limpeza pública e este é o fruto de muita luta do Sindilimpe em prol de uma categoria que nunca deixou de ser linha de frente desde o início da pandemia”.

Confira a cobertura:


Fotos: Júllia Cássia

Mas o julgamento do STF que deveria acontecer hoje, 13 de maio, foi suspenso sem nova definição de data.

Trabalhadores da categoria que buscam a correção do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) entre os anos de 1999 e 2013, podem ficar despreocupados porque o Sindilimpe já saiu na frente pelo seu direito!

Uma ação coletiva movida pelo Sindilimpe está em andamento desde 2019, amparando todos os trabalhadores representados pelo sindicato que se encaixam nos requisitos para recebimento da correção.

No entanto, o julgamento da ADI 5090 (Ação Direta de Inconstitucionalidade) que estava previsto para acontecer no dia 13 de maio, foi adiado pela terceira vez e, por enquanto, não há previsão de nova data. Portanto, infelizmente, os trabalhadores devem aguardar novo parecer do Supremo Tribunal Federal (STF).

Quando houver definição quanto à data do julgamento, o trabalhador não precisará comparecer ao sindicato, que vai dar andamento aos processos individuais.

A decisão do Supremo atinge trabalhadores de todo Brasil que, assim como os capixabas, ainda estão sem receber e na espera do parecer a ser dado em julgamento. Caso o STF decida a favor dos trabalhadores, o Sindilimpe divulgará os documentos necessários para habilitar o processo. Como essa ação é contra a Caixa Econômica Federal e não em oposição às empresas, não haverá prejuízos nem tentativas de retaliações aos profissionais da categoria.

Na edição de Janeiro a Abril de 2021 do jornal da categoria, o Joga Limpo, você confere os resultados das campanhas salariais de limpeza pública e do asseio e conservação. Outros destaques dessa edição são: categorias reivindicam prioridade de vacinação contra covid-19; sindicato promove contratação de mulheres na Serra; como conseguir seu direito de afastamento remunerado caso seja do grupo de risco; como fazer a simulação da aposentadoria gratuitamente.

Confira a edição de cada categoria:

Limpeza Pública, clique aqui.

Asseio e Conservação, clique aqui.

Em reunião realizada na Secretaria de Saúde do Estado (SESA), a comissão de negociação do sindicato foi atrás de respostas a respeito da imunização das categorias representadas pelo Sindilimpe. Conforme firmado no ato do dia 19 de abril, o retorno aconteceu na segunda-feira (3), e contou com a presença do secretário da Saúde, Nésio Fernandes. 

Segundo o secretário, a expectativa é que a fase atual de vacinação, que contempla pessoas com comorbidades, seja finalizada até o fim de maio. Após a imunização desse público-alvo, a próxima etapa incluirá os profissionais de limpeza pública. Ainda de acordo com o secretário, o motivo da atual dificuldade em adiantar a lista de prioridades é devido a falta de controle da remessa de vacinas por parte do estado. Os prazos para a chegada dos imunizantes têm sido alterados e adiados com frequência pelo Governo Federal. 

“Tivemos uma reunião positiva e objetiva, não ficamos sem resultados. Ficou acertado que a assessoria vai responder por email nossos ofícios, de acordo com os prazos que ficaram estipulados e, chegando as vacinas a partir de junho, teremos prioridade para a limpeza pública”, explica Madalena Garcia, secretária jurídica do sindicato. 

Inicialmente, somente a categoria de limpeza pública, que inclui garis, coletores e jardineiros, estão na lista para a próxima etapa. Finalizando a imunização de pessoas com comorbidade – que já inclui muitos trabalhadores da categoria – o restante da categoria, em sua maioria jovem, será contemplada. 

Conforme explicado pelo secretário, a ordem de vacinação da categoria deve respeitar a idade, facilitando para os municípios organizar o agendamento. “A melhor metodologia é a faixa etária ampla, estamos percebendo que fazer de dez em dez anos é melhor. Quando tivermos vencido a vacinação por comorbidade, será mais fácil chegar nos jovens da categoria. É adequado vacinar primeiro quem tem mais de 40 anos, pois estes têm uma chance maior de evoluir a óbito ou a internação hospitalar”, destaca o secretário.

Estamos de olho! 

A comissão de reunião se reunirá mais uma vez com a equipe da secretaria de Saúde, desta vez com retorno no fim do mês de maio para verificar o andamento da imunização do atual grupo. Um novo diálogo com a SESA está marcado para o dia 26 de maio, às 10h, em busca de datas precisas no calendário de vacinação.

Com atraso de duas semanas, recepcionistas que prestam serviço à empresa Outpar Service só viram o pagamento em conta após ação do Sindilimpe

Após atrasar os salários e o ticket de alimentação do mês de março, a empresa Outpar Service precisou de um incentivo para cumprir seu dever. O Sindilimpe-ES moveu um processo contra a empresa a fim de fazer valer a convenção coletiva e os direitos das recepcionistas que prestam serviços nas agências bancárias da Caixa Econômica Federal. 

Os pagamentos que deveriam ser feitos até o 5º dia útil do mês de abril, só chegaram às mãos das trabalhadoras duas semanas depois. E só aconteceu porque o sindicato rapidamente moveu o processo e no dia 16 os pagamentos caíram nas contas. Pela previsão da terceirizada, somente no dia 20 os depósitos seriam feitos. 

Além de necessitarem dos salários em dia para as despesas relacionadas à sobrevivência, muitas dessas trabalhadoras estão se profissionalizando e mantêm o compromisso com as mensalidades de seus cursos. O prejuízo das duas semanas em que essas trabalhadoras foram privadas de seus direitos não ficará impune. Uma audiência na 7ª Vara do Trabalho de Vitória já está marcada para o dia 07 de junho, às 15h30. 

O Sindilimpe acompanhará de perto essa ação para que a Convenção seja cumprida e a empresa penalizada. 

A Convenção não deixa dúvidas!

A cláusula terceira da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) de Asseio e Conservação, no parágrafo quinto expressa:

“As empresas que efetuarem o pagamento dos salários fora do prazo estabelecido nesta cláusula serão penalizadas com multa mensal, no valor de R$ 200,00 (Duzentos reais), por cada trabalhador que deixou de receber o salário na data prevista, sendo revertida integralmente em favor do trabalhador.”

Não permitiremos que o empregador pague na hora que lhe convém!

As ruas da capital foram tomadas por uma mistura de cores e clamores na manhã da segunda-feira (19). Cerca de 1.300 profissionais representados pelo Sindilimpe – que inclui as categorias de limpeza pública e de asseio e conservação – paralisaram suas atividades para reivindicar prioridade na vacinação contra a Covid 19. 

Concentrados na Cruz do Papa por volta das 8h, reuniram-se para um café coletivo e logo em seguida, por volta das 9h30, caminharam até a Secretaria de Estado da Saúde (SESA). Na busca por diálogo com o Governo do Estado, a comissão de negociação do Sindilimpe foi recebida na SESA pela assessoria do secretário da Saúde, Nésio Fernandes. 

Em reunião que seguiu até o meio-dia, ficou acordado que a pauta do sindicato será encaminhada ao secretário com indicação positiva para a inclusão das duas categorias no Plano Estadual de Imunização contra a Covid-19. 

Próximos passos

O Sindilimpe aguarda até o dia 3 de maio, às 10h – data em que acontecerá uma nova reunião em que essa mesma comissão de negociação avaliará se as duas categorias foram incluídas no plano, e se há previsão de data para vacinação. Caso até dia 3 de maio não haja uma resposta oficial ou avanço prático, o sindicato considera paralisar os serviços e mobilizar novamente as categorias para a luta.

Confira a cobertura do protesto:

Profissionais de limpeza pública (garis, coletores e jardineiros) e asseio e conservação (responsáveis pela higienização e zelo de espaços privados, como escolas, comércio e portarias) vão parar as atividades nesta segunda-feira (19) para reivindicar prioridade na vacinação contra a Covid-19.

A mobilização é protagonizada pelo Sindilimpe-ES, sindicato responsável pelos profissionais da categoria, e já tem logística preparada: a concentração acontece às 9h na Praça do Papa e, após um café coletivo, os trabalhadores seguem em caminhada para a Secretaria de Estado da Saúde (SESA).

A Presidenta do Sindilimpe-ES, Evani dos Santos Reis, explica que o sindicato já protocolou dois ofícios direcionados ao Governo do Estado solicitando vacina para a categoria, mas não teve retorno. Mais de 20 ônibus já estão confirmados para o ato.

“Nossa categoria está na lista de serviços essenciais, trabalhando corajosamente na linha de frente da pandemia, desde o começo da quarentena. Mães e pais, avós e avôs garantindo a higiene de espaços públicos e privados, para proteger a sociedade capixaba. Se somos prioridade para trabalhar temos que ser para vacinar!”, afirmou Evani.

A intenção da paralisação é buscar diálogo com o secretário de saúde, Nésio Fernandes, e com o governo do Estado. E a orientação inicial é que a categoria só volta ao trabalho quando tiver um retorno positivo.

Manifestação de toda categoria em favor da vida!
É HORA DE LUTAR PELA VACINAÇÃO!

Data: Segunda (19)
Horário: 9h
Local: Concentração na Cruz do Papa com caminhada até a Secretaria de Estado da Saúde (SESA), em Vitória.

Saiu sentença favorável para trabalhadoras representadas pelo Sindilimpe-ES no processo: 0001193-52.2018.5.17.0121, contra a empresa J F L SERVIÇOS, de João Neiva. A empresa terá que pagar o adicional de insalubridade de 20% referente ao período de Julho de 2018 até 05 de junho de 2020.
Você é uma das beneficiadas? Compareça ao sindicato ou ligue para mais informações.

Confira a lista:

ALDA MARIA DE JESUS GOMES

LAIRA FIRMINO DOS SANTOS

ZIULA DA HORA DA VITÓRIA

CARMEN HELENA PIMASSONI

SARA HELEN ROSA DE BARROS

CATIA VALERIA LUIZA TONON SELEGUINI

MARIA SEBASTIANA JESUS DE LIRA

____________________________________________________

Sindilimpe-ES (sede): Rua Carlos Alves, 111- Gurigica, Vitória
Telefone: (27) 3434-4600

Depois de muita luta e diversas reuniões de negociação com os patrões, o Sindilimpe trouxe importantes vitórias para casa!

Assista o vídeo:

Durante a assembleia de avaliação da proposta patronal, Evani dos Santos Reis, presidenta  do sindicato, reforçou a importância de conferir todos os direitos que a convenção coletiva garante. “Passo essas informações para que a categoria tenha conhecimento, mas é preciso ler toda convenção coletiva que está na palma da mão através do site do sindicato”, explicou a presidenta.

Clique aqui e confira a Convenção Coletiva de Trabalho de 2021.

Onde Estamos

SEDE

Rua Carlos Alves, 111
Gurigica, Vitória/ES
CEP 29046-047

(27) 3434-4600

Veja no mapa
COLATINA

Travessa Corina, nº 13
Centro, Colatina/ES
CEP 29700-100

(27) 3721-5277

Veja no mapa
SÃO MATEUS

Av. Jones Santos Neves, nº 1250
Ribeirão, São Mateus/ES
CEP 29936-090

(27) 3767-3275

Veja no mapa
CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM

Rua Gerson Moura, nº 10, 2º andar
Bairro Vila Rica, Cachoeiro de
Itapemirim/ES - CEP 29301-260

(28) 3518-4935

Veja no mapa